Perante as calúnias e difamações

pexels-photo-268833.jpeg

"Eu, porém, vos digo: amai os vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei o bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos perseguem e caluniam".
Jesus

Os que optaram pelos serviços do bem com Jesus, vezes sem conta experimentam o ataque aos seus melhores esforços e perseguições declaradas. É comum depararem-se com críticas cruéis ao doarem o melhor de si mesmos para o bem comum. Adversários gratuitos emergem tecendo calúnias e multiplicando obstáculos no prosseguimento da tarefa.

Algumas pessoas, ao sofrerem injustiças, têm reações violentas e acabam por destruir em si mesmas o equilíbrio emocional, psíquico e físico. Existem, porém, formas harmoniosas e saudáveis de gestão das situações conflituosas e são essas as formas adequadas para aqueles que desejam a real felicidade. Podemos dizer que somos explosivos, que nosso temperamento é assim, mas em realidade, temperamento não é destino! Nós podemos romper com condicionamentos e programações mentais inadequados à maturidade que hoje possuímos.

Reflita: Alguma vez em sua vida você saiu mais equilibrado(a) de uma discussão? De uma explosão de ira?

O versículo quarenta e quatro do capítulo cinco do Evangelho do Apóstolo Mateus traz-nos a orientação de nosso Mestre Jesus para nos guiar nestes difíceis momentos de nossa vida: Amar, bendizer, fazer o bem e orar pelos que nos perseguem e caluniam.

Maria Clara nos avisa que quando estamos próximos do término de um ciclo de aprendizagem, para mais altos voos em nossa vida, surgem provocações e provações mais acerbas e significativas, cujos resultados evidenciarão o amadurecimento espiritual conquistado. Nesses momentos é importante cultivar a serenidade, fruto da confiança na proteção de Deus e:

  • Não responder verbalmente aos ataques das trevas, que se fazem através dos irmãos desavisados, mas esclarecer o necessário de forma calma, no momento oportuno;
  • Ao esclarecer atenha-se aos fatos, de forma objetiva e não faça julgamentos. As pessoas ao seu redor sabem classificar e definir os acontecimentos e quem agiu no mal. Quem possui lucidez para compreender o que você diz, fará o seu próprio julgamento. Se lhe falta lucidez será igualmente inútil julgar...
  • Nada é pessoal. Aquele que lhe prejudicou ou magoou não agiu assim por que era você. Se outro estivesse em seu lugar ela teria agido da mesma forma. As pessoas funcionam mobilizadas por condicionamentos egóicos, traumas dessa e de outras existências e repetem padrões comportamentais como se estivessem no piloto automático. Nós também agimos assim muitas vezes, sem sentir. Apenas quando identificamos esses padrões eles se dissolvem;
  • Continuar a trabalhar em silêncio, cumprindo as obrigações diárias, sem esmorecimento;
  • Fazer leituras edificantes diariamente;
  • Praticar a caridade e
  • Orar sempre.

Pense que todos nós caminhamos, dia após dia, para a desencarnação, treinando assim o desapego. As instituições, os serviços, as situações e mesmo as pessoas passarão. O importante, enfim, no seu processo de iluminação pessoal é o que você faz, o que você diz, suas opções e não o que fazem ou falam os outros. Os que nos fazem sofrer, se compreendidos sob a ótica cristã, passam a ser precioso auxílio ao nosso processo evolutivo, pois, ao optarmos pela não retaliação, pelo silêncio construtivo, pelos esclarecimentos oportunos, pela oração constante, por continuarmos no serviço do bem diante das calúnias,
estaremos ativando em nós as virtudes necessárias à felicidade.

Ao findar a leitura dessas nossas despretensiosas reflexões, proponho que você, alma irmã, relaxe e se imagine ao lado do Cristo. De mãos entrelaçadas às de Jesus, ore por aqueles que lhe fizeram sofrer. Se a imagem deles surgir em sua mente, observe as marcas de frustrações
e medos que eles trazem... São espiritualmente tão frágeis... Perdoe. Abrace Jesus e sinta o Seu Amor envolvendo você. Ao retornar, perceba a serenidade iluminando todo o seu ser.

Texto retirado do livro "Vivências com Jesus", de Yasmin Madeira
http://www.clubedearte.org/livros/livro-vivencias-com-jesus