Milton Menezes e o processo de crescimento espiritual

No programa sobre "Interferência de nossas personalidades passadas", o convidado conversou com Yasmin Madeira sobre crescimento da alma e a busca pelo sentido da vida

Esqueça essa história de que reforma íntima se faz olhando exclusivamente para dentro de si. Em ordem de sermos melhores, é importante demais termos consciência do que se passa em nosso mundo interior, sim, mas preste bem atenção nisso: "toda reforma íntima começa com a observação do externo". Não é Livro dos Espíritos, mas é Milton Menezes - o convidado desta semana de "O Espírita no Mundo". 

Yasmin Madeira recebe o terapeuta Milton Menezes ao vivo na TV Nova Luz

A explicação é simples: para modificar a maneira como sentimos, pensamos e agimos, é preciso identificar no mundo o que nos tira do nosso eixo. Simples, é. Fácil, nem tanto. Do começo: o Espiritismo entende que a personalidade atual se apóia e se utiliza da forte influência da personalidade da vida passada, de forma inconsciente - afinal, somos Espíritos e não corpo físico, certo?

Isto significa que: atitudes, ações, reações, crenças e sentimentos atuais são provenientes de memórias que podem carregar dor, medo, ressentimento, raiva, desejo de vingança - entre outros - que atuam de forma oculta, influenciando negativamente a vida presente. Portanto, identificar no mundo o que nos move, o que nos completa e também o que nos irrita e nos faz demonstrar a pior parte de nós é "pedaço fundamental do processo de crescimento da alma e busca do sentido da vida", segundo Milton Menezes.

919. Qual o meio prático mais eficaz que tem o homem de se melhorar nesta vida e de resistir à atração do mal?

’Um sábio da antiguidade vo-lo disse: Conhece-te a ti mesmo.’

a) - Conhecemos toda a sabedoria desta máxima, porém a dificuldade está precisamente em cada um conhecer-se a si mesmo. Qual o meio de consegui-lo?

’Fazei o que eu fazia, quando vivi na Terra: ao fim do dia, interrogava a minha consciência, passava revista ao que fizera e perguntava a mim mesmo se não faltara a algum dever, se ninguém tivera motivo para de mim se queixar. Foi assim que cheguei a me conhecer e a ver o que em mim precisava de reforma. Aquele que, todas as noites, evocasse todas as ações que praticara durante o dia e inquirisse de si mesmo o bem ou o mal que houvera feito, rogando a Deus e ao seu anjo de guarda que o esclarecessem, grande força adquiriria para se aperfeiçoar, porque, crede-me, Deus o assistiria. Dirigi, pois, a vós mesmos perguntas, interrogai-vos sobre o que tendes feito e com que objetivo procedestes em tal ou tal circunstância, sobre se fizestes alguma coisa que, feita por outrem, censuraríeis, sobre se obrastes alguma ação que não ousaríeis confessar. Perguntai ainda mais: “Se aprouvesse a Deus chamar-me neste momento, teria que temer o olhar de alguém, ao entrar de novo no mundo dos Espíritos, onde nada pode ser ocultado?’
— O Livro dos Espíritos, questão 919

Em um papo extremamente rico e esclarecedor, Milton Menezes falou sobre auto conhecimento, influência de vidas passadas, processo de crescimento espiritual, possíveis tratamentos e terapias para questões existenciais e muito mais. Além disso, teve Carlinhos Conceição com muita música boa. Vem com a gente e dá o play!

>> SPOILERS:

  • No processo evolutivo, muitas vezes nos deparamos com um conflito da alma, que, segundo Milton Menezes, consiste na falta de alinhamento do indivíduo com seus verdadeiros propósitos e interesses
  • A tristeza acarretada por esse conflito é um sintoma da necessidade da alma de buscar coisas que façam sentido e, em algum nível, é normal para os seres encarnados na Terra. "A gente fica preso no varejo da vida, mas algo falta e ficamos entristecidos. O que falta é algo que, de fato, faça sentido para a alma", coloca Milton
  • MAS ATENÇÃO! Em nível mais estrutural, a falta de ânimo e vontade de viver caracterizam um processo depressivo. Muitas vezes, os sintomas são consequências das marcas de experiências do passado que fizeram com que o indivíduo perdesse a noção de seu valor próprio e, dessa forma, não se sinta mais capaz de encarar a vida e não veja sentido nela; em outros casos, eles podem ser explicados pela falta de aceitação da nossa realidade re-encarnatória na vida presente
  • O tratamento da depressão passa por ajuda médica e psicológica, mas é importante não esquecer da importância do centro espírita no processo depressivo: refletir sobre outra perspectiva da vida, incorporar outra visão e movimentar de diferentes formas. "No centro espírita, ajudamos a alma a re-encontrar uma forma mais saudável de viver", explica Milton
Sempre digo que somos obesos de informação, mas famintos de sentido. Cada vez mais somos defrontados na busca de algo que faça sentido, e se perguntar sobre isso faz com que a gente se conecte com o verdadeiro elemento de crescimento da alma.
— Milton Menezes

Milton Menezes é terapeuta, escritor e expositor espírita. No canal da TV Nova Luz no Youtube tem muito mais conteúdo a disposição. | "O Espírita no Mundo" vai ao ar toda quinta-feira ao meio-dia, ao vivo, na TV Nova Luz.