HOMENAGEM AOS 160 ANOS DO LIVRO DOS ESPÍRITOS

O Livro dos espíritos

Na França, século XIX
Berço cultural e científico
Mudança, novos paradigmas
O espetáculo estava garantido!

Mesas que respondiam perguntas
Suspensas no ar
Quem haveria de suspeitar que por trás de tudo aquilo, os espíritos vinham falar!

Para o olhar de um pesquisador
Havia muito a investigar
Professor Rivail começa a observar
Muitas reuniões iria participar
Fenômenos mediunicos começam a despontar

Segue a proposta: Que tal reunir e publicar os ensinamentos através de perguntas e respostas?

Duas jovens mediuns vieram colaborar, Julie e Caroline
Uma nova obra iria começar!

Depois da obra pronta, tudo era revisto, analisado, comparado
A obra não poderia ser anônima
Professor Rivail, usou um pseudônimo
- Prazer, Allan Kardec!

Em tese ainda faltava muito para a obra ser publicada
Metodologia de Pestalozzi foi aplicada
1019 perguntas, uma até suprimida
No dizer de Kardec: O trabalho mais importante da minha vida!

Em abril de 1857, surge esse livro que para a humanidade serviu de orientação, consolo, transformação
Com a repercussão do pensamento dos espíritos
Obra traduzida pela moral, ética e justiça

Tendo quatro partes bem definidas: A origem da criação, Mundo espírita, Leis morais, Esperanças e consolações
A 1 edição contou com 501 questões
Trabalho valoroso em prol da Codificação

Quem diria que depois de tantos anos, a obra estaria bem viva e atual
Esforço sem igual de Kardec e de tantos outros mediuns

No cabeçalho do livro, um desenho torna- se visto
Inspiração dos espíritos, o ramo da videira reflete bela simbologia

Nesses 160 anos do Livro dos Espíritos
Muitos ensinamentos, inegável para toda humanidade

Obra de luz, conforto, sabedoria e paz
Livro de cabeceira
Que de muitas maneiras proporciona no mundo a busca do  aperfeiçoamento moral!

Nina Lisboa - RJ

 

Soneto para o Livro Espírita


Originário nos desígnios celestiais,
Luminoso repositório do saber,
Instrumento a construir catedrais
Vigorosas no íntimo do ser.

Relicário do bem estampando o belo
Ostensório do carisma divino,
Engrandece e renova o homem velho
Soprando-lhe a pureza de um menino.

Poesia do evangelho para o dia a dia,
Irmanando os dois lados da criação
Religando a humanidade ao Criador.

Instrui com respeito e mansidão,
Transforma egoísta em semeador,
A espalhar paz e harmonia.

Gláucio Cardoso - RJ


Livro dos Espíritos 160 anos

Foi há séculos passados
Que um Ilustre lionês
Codificava inspirado
A resposta aos nossos porquês.

Bem- aventurados os aflitos
Porque deles é o reino dos céus...
Salve o Livro dos Espíritos
Que nos mostra a verdade
Tira os véus! ...

Os sinos do celeste templo
Na acústica mental se nós redobra:
Kardec és amor,és exemplo...
Rejubila-te com tua Obra!

Bem-aventurados os aflitos
Porque deles é  o reino dos céus!...

Salve o Livro dos Espíritos
Que nos mostra a Verdade
Tira os véus!...

Gerson Nunes Praça - RJ


Tríplice aspecto

Allan Kardec, em 1857
Escreveu o Livro dos Espíritos
Homem bem quisto, estudioso
exímio codificador
Trouxe a doutrina espírita
o verdadeiro consolador

Para um bom entendimento do Espiritismo
Trouxe três aspectos principais a serem definidos:

O Espiritismo possui seu aspecto científico
A considerar a manifestação dos espíritos
Na comunicabilidade
Na experiência prática
No empirismo
No cientificismo

O Espiritismo possui seu aspecto filosófico
O indagar da vida!

De onde eu vim?
Para onde vou?
Quem sou eu?
Onde estou?

Onde devo melhorar-me?
Como espiritualizar-me?

O Espiritismo possui seu aspecto religioso
O “religar” a Deus
O encontro com nossa essência Divina que nunca termina
Sem rituais, na acepção da palavra
Nas sábias lições que o evangelho nos traz

Nesse tríplice aspecto que a doutrina nos aporta
No conhecimento filosófico que tanto nos conforta
Que Jesus seja nosso guia e modelo
Que Kardec seja a base
Que o Espiritismo seja o caminho para nossa ascensão espiritual

Caminho de luz para todos nós!
Que sua chama não seja apagada
E entre seus adeptos esteja configurada a reforma interior e o trabalho de caridade

Reunidos para estudar tão bela doutrina
A inspiração irradia amor e poesia!
No gesto que se funde
Na afeição sincera
Obrigada por tudo, Allan Kardec!

Nina Lisboa - RJ


Saciando a Sede

Caminhavam alguns em busca
de profundos conhecimentos existenciais...

Cansados estavam das polidas,
mas vazias explicações de certos filósofos
rendidos às causas materiais.

Fez-se então
grande clarão
nas Altas Moradas Celestiais.

Houve intensa movimentação,
oriunda da inquietação
de significativa parcela dos seres carnais.

Obedecendo às ordens de Nosso Pai,
descem à Terra muitos imortais.

Respondendo perguntas sabiamente organizadas,
conduziram encarnados a esclarecerem-se,
melhoraram suas capacidades vibracionais.

Espíritos descrentes ganharam novos fôlegos vitais,
lendo as explicações interdimensionais.

Aqueles que se achavam sem rumo,
nas teias da superficialidade não caíram mais.

O materialismo foi nocauteado em
vários aspectos conjunturais.

E os céus vibraram satisfeitos pela
propagação de tão nobres ideais.

Para alguns, suicídio jamais!
Para outros, descobertas especiais!

Segue o Livro dos Espíritos por 160 anos
cumprindo com maestria seus propósitos iniciais.

Distribuindo esperança e conhecimento,
saciando a sede de quem já despertou para a premissa
de que “tudo acabar com a morte do corpo”, 
é pensamento pobre demais!

Nijinska Nelly