MEDIUNIDADE

Médiuns 

Se aceitaste em sua caminhada a mediunidade
Apascenta  seu coração
Não tens razão se inquietares com o dia de amanhã 

O médium é  centelha de luz
A espalhar conforto, alento e paz
Espalhar bom ânimo,  nas  almas frágeis
Exemplificando as leis morais do Cristo 

O médium é enxada viva que o trabalho dignifica
É bênção onde for, e colherás amor se colocares sua tarefa na conduta reta do bom cristão 

Trabalhe sempre, não canses
Propague sua sementeira de esperança

Por vezes encontrarás dor e pensarás em desistir
Mas caminhes  firme, no propósito de melhorar  antes de tudo a si mesmo
É  o que almeja! 

Não  adianta acender um clarão ao redor de seus passos
Se a princípio não iluminou a senda do próprio coração
Trabalho, amor e perdão!

Mediunidade,  serás pronto socorro de almas que antes de reencarnar, firmaram um propósito de muito amar, servir  e enxugar lágrimas 

Transformando alento em consolo, verás que suas dores não são tão amargas como a dos outros 

A mediunidade não se resume apenas no intercâmbio espiritual
Oferece aos médiuns o desenvolvimento de sua moral
Ela é praticada todos os dias, não só na atividade mediúnica 

Mediunidade é doce serviço para a própria iluminação
É grão pequenino, meio  escondido
Que quando brilha e se expande, multiplica- se ao infinito! 

Nina  Lisboa - RJ


O Sopro Restaurador

Entre o céu e a Terra,
quantos mistérios existentes!
E para o ser encarnado que busca
a educação integral, consciente...

Poderosa alavanca de aperfeiçoamento
moral lhe foi posta ao dispor. 
Facilitando a distinção entre o bem e o “mal”, 
aproxima criatura e Criador.

Mediunidade. 
Apontas um caminho estreito de trabalho e humildade.

Em teu campo de atuação
encontramos a chave da evolução, 
liberdade!

Ora cruzamos o espaço como que
viajando na cauda de um cometa. 
Noutras oportunidades, em sombrias
dimensões, encontramos seres que não
escolheram a porta estreita.

No fim entendemos que tudo é 
caridade, 
oportunidade, 
lição.

Mediunidade, nesta jornada és um sopro que
alivia, 
restaura, 
e aprofunda nossa pálida visão.

Nijinska Nelly - RN


Mediunidade

Tarefa nobre
Que obtemos do além
Para o alívio dos que sofrem
Sejam ricos sejam pobres

O sofrimento que enxuga
A lágrima dos caídos
Também minimiza nossa dor
Nos instantes tão sofridos

Quantas lágrimas a enxugar
Quantas feridas a cicatrizar
Quantas palavras a confortar!

Se nascemos com essa tarefa
Se fizermos bom uso dela
Estaremos plantando aqui na terra
Novas luzes para uma nova era

Nina Lisboa - RJ


A Outra Vertente

Painéis primorosos de venturas mil
como que por encanto se desenham, 
e nos transportam para além do céu anil.

Envoltos por magia diferenciada
cruzamos portões de outras moradas.

E nessa sublime condução, 
somos intuídos a na Terra recriar
o que nos foi apresentado
com o máximo de exatidão, 
fidelidade!

É a arte na mediunidade nos surpreendendo
com promissoras promessas de beleza singular:

Seres que dançam com suavidade e sincronia.
Pensamentos soltos que giram pelo ar, poesia.
Letras musicais que reclamam melodias.
Quadros do passado que – no teatro – imploram
para serem retratados com ousadia.
Histórias, contos e encontros que da literatura buscam companhia.

É a mediunidade na arte
abrindo uma clareira na noite sombria.

Utilizando-se de formas sutis para ensinar com
amor,
delicadeza
e alegria!

Nijinska Nelly - RN


Trovas da mediunidade

O médium que renuncia
e tem o coração cheio de amor
parcela sua dívida
junto com o sofredor
************************

O médium que leva esperança
e não cansa de praticar a caridade
sabe que é um grão pequenino
a levar felicidade
************************

O médium que nunca desanima
consciente de sua fé
seu interior transborda vida
não tenta ser mais do que é

Nina Lisboa - RJ