ARTE A SERVIÇO DO BEM

Arte

Arte sublime
Que enxerga o poeta
Com todo esplendor

Arte pura
Que paira
Nas mãos do criador

Arte bela
Que brota do fundo
E da alma do escritor

Arte eleita com carinho
Nos caminhos e descaminhos
Do céu a compor

Sonetos, cores, epítetos
Harpas, sons, flautas
Dança ao som que encanta
Melodias tranquilas que imitam a vida

Arte resplandecente
Arte nascente
Simplesmente arte somente

Arte que eleva da terra ao céu
Arte que dissipa as trevas e levanta o véu

Arte, música, partitura, pintura
Arte que toca a cada canção
Arte, inspiração

Arte manifestação divina
Arte que respira vida
Arte que  cura feridas

Arte que sai do peito em jatos de luz
Arte que pulsa em gérmen no coração do aprendiz

Arte sinônimo de tudo que me faz feliz

Nina Lisboa - RJ


Humilde artista

Mais forte que o aplauso que tu vai ganhar
Deve ser a mensagem que deves passar
Não te preocupes com o reconhecimento
Joga as sementes ao vento

Te preocupa com a tua semente
Que ela seja preparada docemente
Envolta de estudo,  trabalho e amor
Para oferecer uma arte com primor 

Cuidado com a vaidade
Ela esconde a verdade
Debaixo do ego
Tu podes ficar cego 

Quando for tua arte espalhar
Procura sempre lembrar
De clarear primeiro teu caminho
Burilar teus próprios espinhos 

O aplauso mais sincero de tua existência
Será sempre o da tua consciência
Resgatando pela arte
A dor que no pretérito deixaste 

Entra, atua,  canta, dança , filma, reverbera
Mas não esquece que das mais altas esferas
A tua arte foi dada para ser impulsionada para a luz
Lembras que é uma oportunidade de Jesus 

Claiton Freitas - DF


O poeta espírita

O poeta espírita
É um escritor de versos e almas
Não está aqui na Terra por acaso

Tem o dom de aclarar vidas
Facilitado pela doutrina espírita

Não pense em desistir!
Continue firme no propósito de bem servir

Primeiro eduque a si mesmo
Para que sua arte aconteça
Dentro do próprio coração

Doce consolação
Suave inspiração a trazer
Sintonia perfeita com a criação
Afinal sois versos de Deus!


Nina Lisboa - RJ


Arte


Poeta vem de dentro
(Lágrima que implora,
Fé que treme o vento,
Segundo que demora).

Coração é sentimento
Expulsando a poesia
Sob dor, sob lamento,
Sob amor ou alegria.

Estranha natureza
Sem muita explicação,
Questão é incerteza,
Dúvida é solidão.

Eclode já no peito
O abismo dessa hora,
Atordoado e desfeito
Os ponteiros do agora.

Na métrica gramática,
Na dramática perdida,
Hão de compor a prática.
O artista compõe a vida.

Mauro Augusto de Amorim - SP
 


Arte e virtude

Tudo que em Arte se diz
desperta alguma virtude:
Faz a criança mais feliz
Mais sadia a juventude!

GÉRSON NUNES PRAÇA - RJ


 

Folhas

Tão pequeno, 
o poema, 
alcança o céu. 
Tão leve, 
o pássaro também. 
São folhas de papel, 
são asas do além.

Mauro Augusto de Amorim - SP